segunda-feira, novembro 08, 2010


11 comentários:

Maria disse...

Como é 'azulado', pensei que estavas a felicitar o fcp...

:))))

Beijo.

Idun, a felina disse...

navegar o azul...

marradinhas afectuosas da bicharada do "pequeno jardim".

Fred Skill disse...

Imaginação em areia fina..

Aroma fino em fim de tarde
Pintura ou ilusão da vista
Azul ou ilusão da alma
Prazeres vivos sem alarde
Chegada de viagem prevista
Partida de viagem calma

Sentidos que o corpo refina...

Justine disse...

A serenidade a realojar-se, a beleza a vir ao de cimo, o tempo a exprimir-se em formas de infinito!
Bem-vinda:))

arabica disse...

Obrigada, amigos meus!

Mas ainda sem tempo. E sem ter a certeza se as pequenas doses sobreviverão à falta de tempo.
Ou se há espaço para elas.

Para vocês há de certeza: considerem-se abraçados!

Ps- Nunca, Maria, nunca! :)

JoséManuelBarbosa disse...

... como dunas de um deserto tranquilo...

Boa noite... voltei!

Mar Arável disse...

Por amor voam os pássaros

tresmalham-se as areias

até a flor nascer no deserto

Rui Fernandes disse...

Maravilhamo-nos com os jogos de luz e sombra que acontece apenas numa parte ínfima do universo. Que maravilhas se ocultarão na outra parte onde domina a matéria escura? Beijos.

augusto, um entre mil disse...

em suave azul ou em qualquer outra cor é bom que hajam pequenas doses a fazerem surpresas de vez em quando.

JPD disse...

Gosto do azul assim, quase puro.
Gosto da canção do Represas e dos Trovante «125 Azul»

Saudações

jorge vicente disse...

figuras :)