quinta-feira, dezembro 25, 2008

.
.
.
.
.
Das pontes que construimos com os outros.
Pelos outros.
Até aos outros.
E que atravessamos.
E que são regressos à ternura.
Nos dedos, na pele.
.
.
.
.
.
.
.
.
Música: Mother Night, Piano Solo, Yanni

19 comentários:

MESOTHELIOMA CURES disse...

hi

isabel mendes ferreira disse...

e os outros são tantas vezes pontes para o vazio....


que em ti nunca seja.


antes a foz.


que és.


beijo.

Germano Xavier disse...

Bom saber que não és novata lá no Clube, Arabica. Mas confesso que fiquei curioso para saber qual era o teu nome antigo.

Espero que tenhas passado um bom natal.

Felicidades, sempre.
Continuemos...

Rosa dos Ventos disse...

Gosto de pontes!
Levam-nos sempre a qualquer lado...

Abraço natalício

joana vieira disse...

muito boas fotos, adorei :)

beijinho!

audrey disse...

Happy New Year !

Bill Stein Husenbar disse...

São as pontes da vida, as pontes que nos ligam aos que mais amamos e amámos.

Doces pontes, doces memórias...

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

f@ disse...

Pontes que unem espaços…. Juntam energias … abrem caminhos …
Transposição e encontro, …afectos

Beijinhos das nuvens

Germano Xavier disse...

Passando, relendo e relembrando...

Um carinho, Arabica.
Continuemos...

Val Du disse...

Pontes: ligações afetivas.

Feliz 2009 para você.

Um beijo.

© Piedade Araújo Sol disse...

gosto de pontes... a da foto diz-me muito.

gostei de ler.

retribuo os votos de Bom Natal e desejo tambem para ti um 2009 cheio de "coisas" boas....

beij

Leonor disse...

ola arabica
a ponte é comunicaçao.
bom ano para ti

Miguel Barroso disse...

A ponte dos sentires(sem te ires)


Abraços d´ASSIMETRIA DO PERFEITO

M. disse...

e das pontes aos laços querida Arabica. E dos laços aos nós. E abraços.

Beijo

Marcia Barbieri disse...

As pontes dos sentimentos...lindo!!!

beijos ternos

Alien8 disse...

Arabica,

Pelos outros, mas também por nós.
E que os outros também atravessam, já que (com eles) as construímos e estão ali a jeito.

Por vezes regressos, por vezes novos caminhos, surpresas, desilusões. Tudo passa pelas pontes, mas é obrigatório construí-las, assim como estas tuas linhas-ponte tão belas.

Um beijo.

~pi disse...

sim

como flutuamos

inaudíveis nas

pontes

((como escorremos

sussurando

cristalinos

(rios

crescendo

de luzes-fonte



~

rosasiventos disse...

[ obrigada por saberes ouvir

os

mais

imperceptíveis

murmúrios

(arte rara)




*

José Manuel Dias disse...

As pontes fazem o longwe perto...Bjs