quarta-feira, maio 27, 2009

.
.
...empiricamente induzido na branca ardósia...


ainda que,


o inteiro seja mais do que a simples soma de suas partes.
.
.
.

.

.

[ se hoje te encontrasse Amor,

lembrar-te-ia, Amor, das ardósias em branco

que coloriste e depois, descuidado,

deixaste ao abandono de cada ser ...]

.

.

30 comentários:

Arabica disse...

Foto minha trabalhada com as cores e formas de uma tarde de calor...

Maria disse...

Perdi-me no calor das cores.
Fiquei com sede, mas de tanta coisa....

:)

Marcia Barbieri disse...

Lindo, amores e ardósias,brancas e coloridas...

beijos

mdsol disse...

Arábica, a fotografia está lindaaaaaa
E as palavras a condizer
És uma querida com as tuas visitas lá!

Olha e o todo é MAIS e MENOS do que a soma das partes, não achas?

beijinhos linda

:)))

Duarte disse...

Essa matemática!
A zanga não existe se um não quer.
A rotina é má conselheira e nem sempre existe capacidade criativa, imprescindível para seguir amando.

Abraço-te

Nuno G. disse...

como sempre, imagem espectacular sob texto sentido...

(www.minha-gaveta.blogspot.com)

observatory disse...

bom....


bom....


muito bonito o teu coment...


falta-me o som~


uma das minhas coisas favoritas

http://www.youtube.com/watch?v=I_n-gRS_wdI

um dos meus gajos :)))))

Rosa dos Ventos disse...

E ele, o Amor, recordar-se-ia?

Abraço

observatory disse...

ai rapariga

esse jazza-me fala-me

Teresa Durães disse...

até o amor tem de ser tratado com cuidado

prof disse...

a branca ardósia?!

Justine disse...

Sempre, senpre, a sabedoria dos afectos a regular as cores da vida!

Lizzie disse...

A Paixão (com letra grande) pinta tudo das cores que cada um idealiza. Está-lhe essa vertigem na definição.

O Amor é sítio que precisa de restauro contínuo mas...descansado, sem pressas nem pressões.
As tintas têm que ter os pigmentos estáveis da empatia e do interesse.

Mas às vezes a parede cai porque já estava na sua estrutura cair. Sem culpa de nenhum construtor.Pela simples razão que tudo muda e nada é realmente eterno. Nem os átomos ou moléculas conservam eternamente a forma. Transformam-se e adaptam-se.

De qualquer forma há coloristas com um enorme talento.

Besos

Nuno de Sousa disse...

Lindas palavras belo esse teu texto... gostei bastante mas vejo que trocaste as fotos... tuas fotos por pinturas de alguém especial ou tiradas da net?
Não esqueças de ir mostrando também a tua arte fotográfica que gostamos também ok.,
Bjs
NUno

Arabica disse...

Nuno,


a fotografia é minha.
Trabalhei-a, através da exposição de luz e de cor, etc.

Admirada por não teres percebido.

Um beijo

Arabica disse...

:) Respostas a perguntas:

-O inteiro, é sempre mais, Sol :)

- Não o encontrei, não sei responder, Rosinha :)

-a branca ardósia, sim, Prof. :)

MENSAGENS AO VENTO disse...

_________________________________

Belo poema!!!


Beijos de luz e o meu agradecimento pela gentil visita!

Zélia (Mundo Azul)

__________________________________

AnaMar (pseudónimo) disse...

As cores das palavras em sensações indescritíveis.
Belo!

Nuno de Sousa disse...

Sabes... não me coloquei de pernas para o ar acabei de jantar e não consigo com esta idade eheheh, mas virei o monitor é mais fácil :-)
Sabes que parecia um quadro em abstracto e no entanto é mesmo uma foto tua de uma paisagem julgo que à beira mar ou rio... está mto bem construída e um belo trabalho aqui tens.
Parabéns amiga,
Nuno

mariab disse...

na ardósia em branco ardem as cores. beijo

triliti star disse...

descuido...

eu diria partilha.

e se hoje

voltares a encontrar o Amor

pergunta-lhe pela ardósia virgem

onde pintou

o vestido e o véu, negros,

que aquela noiva levou.

segurademim disse...

o inteiro é sempre incompleto

há sempre uma partezinha que lhe falta
o dia está perfeito, falta algo?

Val Du disse...

Linda foto. Cores e amores.:)

Beijos

~pi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
~pi disse...

da forma à cor da cor ao

calor e de volta

( volta-volta

tanta coisa a ler

aqui

[ a tra

di

zir!! :)




beijo




~

dona tela disse...

Olhe, Dona Arábica, eu hoje também me estreei a fazer fotos artísticas e a escrever crónicas. Acha que é mesmo do calor?

segurademim disse...

... o teu youtube não me obedece

acontece

já o rosa choque estimula e aquece o branco do tampo da mesa

bjs

Ana disse...

A tela é linda. Adorei as cores. E as palavras... magníficas

Daniel Aladiah disse...

Querida Arabica
Há sempre novas lousas...
Um beijo
Daniel

Alien8 disse...

Independentemente do texto, os meus parabéns pelo excelente trabalho artístico!

Não há placa de som (ainda?), mas em compensação... :)

Um beijo.