sábado, maio 09, 2009

:
.

Quando no post anterior escrevi "Música: como última escolha...." longe de mim imaginar que o sentido da frase seria outro e mais desastroso: placa de som não resistiu à briga sangrenta entre antívirus, de que é vitima este portátil, sucumbindo assim, aos primeiros dias de Maio (o tal mês das horas mágicas no céu).

Para provar que a magia também acontece em terra, só mesmo o espectáculo de Rão Kyao ontem, no Museu do Oriente, que me inundou de emoção e prazer.

O mesmo prazer que me deu há mais de vinte anos, na pequena sala de espectáculos de um sindicato, perto da Praça D.Luís, em Lisboa, quando o ouvi ao vivo, pela primeira vez.

Há realmente sons e percursos, que fazem sentido nas nossas vidas.

E mais não posso fazer...

Espero voltar aqui, o mais breve possível, para vos visitar.

Entretanto, este meu navio, está mesmo a precisar de estaleiro.

Beijos e boas navegações!!!

.
.
.





.


.


.

44 comentários:

mdsol disse...

Espero que as reparações sejam pequenas e breves! Boa notícia do Rão Kyao! Que bom!

bjs
:))

dona tela disse...

Oh!! O que havia de lhe acontecer. E eu a falar de piratas. Se calhar... Estimo as melhoras. Volte depressa que eu gosto de tudo o que aqui põe.

mariab disse...

Volta depressa. Isto da informática é o diabo... :) Beijos

prof disse...

de cada vez que olho para a foto, descubro um novo pormenor, digo, pormaior
:-)
até breve, espero.
beijos

Arabica disse...

Solinho, também espero! e rápidas!

:)

Arabica disse...

Oh Telinha, nada a fazer, o melhor é dedicar-me à culinária :))

Arabica disse...

É verdade, Mariab.

Quase um desabado:
rástaparta a informática.
:)


e os antivirus.
e os dispositivos de som.

Melhores dias virão.

:)

Arabica disse...

Prof.,

o pormenor maior é a cabeça acima da linha de água. :) Sempre :)

prof disse...

shame, shame on me (rásmaparta a minha cegueira!)
Não tinha reparado.
D E L Í C I A!

Arabica disse...

:-D Não tinha??? ohhhh...

Quando digo sempre é "sempre que possível", claro :)

Duarte disse...

Que imagem!!! A luz diurna é escassa, por isso os candeeiros começam a iluminar, na busca do equilíbrio, mas o contraste logra uma visão única, um efeito óptico precioso. Bonito!
Não conheço, são muitos anos de ausência!
As novas tecnologias seriam maravilhosas se não existissem certos destravados mentais.

Abraço-te com a esperança de tudo se solucione com facilidade

Arabica disse...

Duarte,


lembras-te do tal passeio maritimo entre Alcantara e Belém de que te falei? Onde eu gosto de fazer as minhs caminhadas, onde eu fotografei o rosto da mulher...lembras-te? É aí.
São as conhecidas "Docas" de Lisboa. Lá ao fundo, na foto vê-se o Bugio e também embora delineado em sombra o tal Museu da Electricidade.

É aqui que está também o Museu do Oriente.

Eu nem ao meu blog deveria vir, abrem-se logo janelas de avisos exclamativos...mas... :))

Arabica disse...

Duarte, retiro o Museu da Elctricidade. Nesta foto não se vê.
Vê-se numa outra da mesma série.
Desculpa a minha distração.

Arabica disse...

Duarte, para me redimir:
na segunda foto vê-se o Museu da Electriidade.

:)

observatory disse...

e logo hoje que me apeteceu partilhar contigo

http://www.youtube.com/watch?v=ldPMifPbngc


uma coisa boa :)

prof disse...

Na segunda-feira vou andar no passeio marítimo frente ao bugio e, depois, sentar-me numa esplanada, a beber café. talvez me queira fazer companhia...

mfc disse...

O meu PC também está a ir pelo mesmo caminho!
Está com uma lentidão que chateia.

As tuas fotos transmitem paz...

Rosa dos Ventos disse...

Já tive o privilégio de actuar com o meu coro num espectáculo onde ele também esteve presente.
Foi no Coliseu Micaelense na ilha de S. Miguel...
E como sempre adorei ouvi-lo!

Abraço

Daniel Aladiah disse...

Querida Arabica
São coisas do tempo, a música melhor, o portátil pior...
Um beijo
Daniel

pb disse...

Ai as docas...sitio predilecto para namoros na adolescencia. Era no tempo em que não havia bares, só mesmo barcos, oficinas e alguns pescadores na amurada. Beijo

PS: lamento a "doença", se puder ajudar, diz

Alien8 disse...

Arabica,

Podes voltar, estás perdoada :)

A sério, que briga de antivirus é essa? Tens dois antivirus à briga? Ou um em luta com vírus?

Espero que a placa de som se recomponha depressa (ou seja substituída, se tiver que ser...)

Coragem!

Um abraço.

simplesmenteeu disse...

Boas recordações dos longos passeios nessa zona em que fiz algumas fotografias.
Nessa altura dominavam por aí os armazens de peixe e os pescadores enganavam o tempo e o olhar.

Que o teu pc se recupere rápidamente para continuarmos a ter a tua companhia.

Bom resto de domingo

um beijo

segurademim disse...

... pois é, acontece

que a música não nos falte que aí é que a desgraça se instalava e nós somos umas resistentes, não é?

Arabica disse...

César :(


...quem sabe um dia destes já possa aceder à coisa boa.

Vindo daí, não duvido que gostarei.

:)

Arabica disse...

Prof.,

As 2ªs são sempre dias complicados para cafés e encontros. Quem sabe 3ª feira, possamos coordenar horas?

Fica assim em aberto a possibilidade. Logo se verá.

:)

Arabica disse...

Mfc,

no meu, há muito tempo que noto grandes dificuldades, para redigir um simples e-mail, com mais de 4 palavras.
A escrita transformava-se em castigo.

Ainda bem que consigo reflectir nas fotos, a serenidade que encontro nestes meus momentos.

heretico disse...

grandes males, grandes remédios! compras um "magalhães" na feira da ladra... rss

a sério: volta depressa.

beijos

prof disse...

aberta fica, a possibilidade.
até terça, talvez
:-)

Arabica disse...

Rosa dos Ventos,

fico contente por termos mais um gosto em comum.

Desta vez, o trabalho apresentado foi sobretudo baseado em ragas e em algumas delas, tendo a seu lado um violino também fabuloso. :)

Muito bom.

Boa semana!

Arabica disse...

Daniel,


não vos visitar, também me entristece.

Mas os problemas servem para se encontrarem e se aprenderem novas soluções.

Boa semana para ti também.

Arabica disse...

Pb

para mim estas docas serão sempre o sitio onde gritei o meu Yeeeees, de carta de marinheira. :)

Todas as outras memórias se desvanecem perante essa. :)

Duarte disse...

Agradeço a explicação.
Claro que recordo tudo o que me contas. Andei por ali com o meu filho e o resto da família, mas pela zona dos restaurantes. Gostei muito.
Nestas fotos fiquei mais elucidado. Já vejo a cana, que na anterior nem me apercebi. Esses tons do fim do dia enamoram-me...

Parabéns e um muito obrigado pelo luxo de detalhes.

Deixo-te um forte abraço

Arabica disse...

Alien,

{obrigada, amigo ;)}


vírus não tenho de certeza.
O Avg afiança-me que tudo está em ordem. O Norton parece-me ser um antivirus com mau génio que não gosta de ser preterido, por um outro gratuito.

Nem sei que lhes faça.

Obrigada.

Um abraço.

Arabica disse...

Simplesmente Tu,

deste não tenho quaisquer fotos antigas.
Já do cais rocha conde de óbidos, tenho algumas minhas e das minhas filhas, ainda pequenas, com alguns navios como cenário de fundo.

Belas fotos deves tu ter!


Beijos

Arabica disse...

Segura de Ti,

se a música falhar, como resistentes, ainda temos a voz :)

Até que nos doa ou desafine.

Beijos

Arabica disse...

Herético,

voltarei.

Esperemos que sem "Magalhães" e sem erros ortográficos :)


Boa semana!

Arabica disse...

Prof.,

até 3ª. Esperemos :)

Arabica disse...

Duarte,

fico contente por te dar a conhecer angulos que da zona dos restaurantes, talvez te escapassem.
Na realidade, na azáfama de mesas, pratos, clientes e empregados no eterno vaivém, perde-se um pouco a beleza que o rio traz.

Nos dias de vento, ouve-se o zurzir dos cabos nos mastros dos veleiros, como música de fundo, contínua.

Para quem gosta, claro.


Beijinhos e boa semana!

Teresa Durães disse...

Rão Kyao não faz o meu género. Já pratiquei vela mas também não me chama mais.

Arabica disse...

Teresa,

vela num dia de chuva como o de hoje, não é nada apelativo.

Chamar, chamar, chama-me o Norton.
Ora vamos lá "tratar-lhe da saúde".

:)

O Árabe disse...

Volta mesmo! És uma excelente companhia nas navegações. :) Boa semana!

Laura disse...

Então até um dia destes!

Val Du disse...

As fotos são lindas!
Maravilha!

Beijos.

Duarte disse...

Que bonito! Que bem que o explicas e me fazes entender: gostei imenso.
Vou nessa onda... canoas do Tejo, do Carlos do Carmo... fizeste-me recordar... como gosto de sentir quase sem ouvir.

Beijinhos