segunda-feira, maio 04, 2009

.
às vezes, à tarde.
.
.
Sair do nosso, para conhecermos o dos outros.
.
.
"O mundo é a rua da nossa infância"
.
.
.





.
.
.
Música: pois continuemos com a Jessica.

14 comentários:

Teresa Durães disse...

lembro-me dessa rua de infância onde havia tanto desconhecido. Imaginava sempre o que haveria para lá dela. Por vezes só conseguia ver uma escuridão que tapava a paisagem.

Idun disse...

e assim trazemos um pouco do mundo dos outros para dentro de nós; ou no mundo dos outros descobrimos algo que também nos pertence...

marradinhas afectuosas, arábica

Alien David Sousa disse...

O mundo dos outros pode muitas vezes enriquecer o nosso. Nem sempre.Mas muitas vezes pode.

Saudações alienígenas

vaandando disse...

... vou lê-lo , Millás não desiludirá, tenho a certeza Arábica!
E abraço

___________ JRMARTO

Duarte disse...

O meu foi. Talvez como o do Juanjo.
O livro que estás a ler foi prémio Planeta em 2007, mas o ano passado também lhe foi atribuído o prémio nacional de narrativa.

Esse piano!

Beijo-te ao som cadenciado desse piano

Arabica disse...

Teresa,

lembro-me daquela sensação de, conforme crescemos e se alargam os nossos horizontes, esse nosso primeiro mundo parecer mais pequeno...

Beijos

Arabica disse...

Gatinha Idun,


não diria melhor.

:)

Marradinhas e ronrons.

Arabica disse...

Alien David Sousa,


Olá! :)


Toda a forma de comunicação pode ser enriquecedora.
E quando "a missão não é cumprida" com uns, poderá ser, cumprida com outros.
Assim são as probabilidades das empatias entre os vários mundos.

E ainda bem.

Beijos

Arabica disse...

JMarto,

a sua escrita, a sua narrativa, não desilude, mesmo!

Durante umas horas, somos transportados para esse seu mundo e quando "o mundo" termina, quase nos despedimos dos personagens que nos habitaram.

Beijos

Arabica disse...

Duarte,

foi a minha estreia de Millás.
Decerto mereceu todos os prémios.
A sua narrativa é um caudal de imagens, vivências e sentimentos incrível.

Um prazer, lê-lo.

Beijinhos para ti amigo!

Arabica disse...

Ainda Duarte

e nem precisas dizer que o les-te.
O "Juanjo" di-lo por ti. :)

heretico disse...

... a rua da nossa infância para jogar "às casinhas!"

beijo

maré disse...

os olhos inocentes
.

---

BEIJOS

Alien8 disse...

Arabica,

Excelente frase!