terça-feira, maio 12, 2009



.


Lá fora, o quintal vai crescendo em horta, limpo a fogo, de raízes e pés secos de vida.



A tarde estende-se como massa folhada em minhas mãos, nos gestos simples de quem há muito aprendeu a arte de a aproveitar, esticando o tempo.
Único segredo a levedar em farinha e água.

.


.

.


De fora para dentro, migram as flores em botão ainda, adiando a alegria das pétalas
na espera da maturação.

Que será.

.





.


Ervas de outra fortuna, vão crescendo ágeis no tempo morno temperado de sol e chuva.

.

A madeira já de outras histórias trazida, ganha a cor do fogo, agora lento,

que a consome.

.



.



Do forno, sai a tarte da tarde, envolta no aroma dos três queijos fundidos
nesta massa homogénea e quente,
húmida e macia.
.

Imagino o sorriso que fará nascer no rosto do meu genro,
seu mais fervoroso apreciador.
Está a precisar de mimo.
.





.

Provo a carne, de seguida a sopa, trato dos legumes, verifico o arroz, e por fim,

dou-me ao luxo de um café e de um cigarro.
.

Leio os vossos comentários,

espreguiçando as pernas

e saboreando o momento.


.





.


Gosto destas tardes, agora, diferentes.
Tão afastado o tempo das correrias, em que o gesto autómato
corria célere entre emprego, transportes e tarefas domésticas,
uma após outra,
[valiam-me os bifes, as batatas a fritar, os espinafres congelados a cozer,
diga-se em abono da verdade]
na função de fêmea com crias
no ninho.
.
Gosto dos aromas misturados que dançam pela casa, num festim de apetites.
.
Gosto de esperar por eles,
contando os minutos.
Então? Então?
Gosto tanto deles!
.

Para a semana há mais.

.

.

.

18 comentários:

Duarte disse...

As palavras sucedem-se a bom ritmo e precisão, numa descrição de tarefas empreendidas com gosto. Ligeireza e melancolia, que bom! Tudo vai ficando em ordem... até a torta! tem que estar mesmo boa. Mãos que modelam as coisas e o tempo.
Que essa satisfação se converta em perene.

Beijinhos e um abraço

Marcia Barbieri disse...

Lindo!!!!! A poesia invadindo o cotidiano ou seria o cotidiano invadindo a poesia? não sei, mais é certo que esses elementos se combinaram com maestria no seu texto.

beijos ternos

Bradpetehoops disse...

So beautiful photos and delicious spaghetti.

rosa disse...

que invejinha boa.


um dia destes ensino-te uma receita com 3 queijos. boa pra muitos amigos e casa cheia.

beijo MOB (menina dos olhos bonitos).

Bradpetehoops disse...

Thanks for the comentarios. God bless you!

Lizzie disse...

Conheço melhor o lado de quem chega em correria:) sobe no elevador e já sente o aroma afectuoso do salteado de cogumelos, das rosquillas, da sopa de tomate temperada com oregãos e finas lascas de pimentos, das gambas, ou mexilhões, vestidas de coentros (ou será salsa?) a saltar na frigideira, das tiras de choco...

e abro o vinho. Por tradição, abro o vinho como quem reza um louvor

e sento-me na mesa intima da cozinha a sorrir na gratidão dos mimos.

Cá dentro, enrosco-me, num ninho de sólida confiança. Adormecida como uma criança.

Besos

mateo disse...

Se sentires o toque num ombro... fui eu que roubei a batata frita... pelo lado contrário!
Imagina tu o que me fizeste lembrar...
Beijos.

simplesmenteeu disse...

Dança de cores
dança de aromas
dança de apetites

chegadas e partidas
afectos, cultivados a "pequenas doses" de carinhos.

um beijo

alice disse...

gostei muito deste bocadinho de ti e da tua casa e das tuas pequeninas coisas que partilhaste connosco. ainda um dia entro aí :) beijinhos!

triliti star disse...

são 4 e 40 da noite. não devia ter vindo aqui a esta hora: agora vou deitar-me com vontade de comer. não há direito, Arábica, bife, batata frita, café cremoso. bolas! vou beber leite e comer pão, que é o que tenho em casa.

ze disse...

não sabendo pois não provando,
acredito que o sabor justifique o luxo,
de um café e de um cigarro,

deixo o desejo de mais momentos saboreáveis!

Arabica disse...

Rosa MOG

Há três posts que é impossivel comentar-te.

Aqui fica:

"Sem placa de som :(

Assim deveria eu ser no imaginário do silêncio cortado pela voz interior.

As cigarras -nómadas em nós- é que nos perturbam.

A tua receita leva cebolinho?
Trocamos receitas? :)"

Um beijo para a MOG (Menina dos Olhos Grandes)

Rosa dos Ventos disse...

E quem não gosta de um ninho lindo, cheiroso, saboroso assim?!

Abraço

Teresa Durães disse...

também gostaria de não iniciar o dia em correrias. dispenso o jardim pois não tenho paciência para ver plantinhas a crescer. café? também quero, obrigada!

Alien8 disse...

E ela ameaça com mais! Como se não bastasse a fotografia da tarte para deixar uma pessoa completamente desassossegada! Não se faz! :)

Ainda há paraísos, estás a ver?

E gestos lentos. E "slow food", pois :)

Como diria o Eça, está de apetite este post, menina, está de apetite!

(Está bem, ele dizia "menino", mas...)

Umm beijo.

© Piedade Araújo Sol disse...

posso?

também quero.

e podem sem dois cafés.

beij

bettips disse...

De como o amor transtorna...e transforma todas as vidas de mãe. Tão, mas tão, lindo, o lugar que se cria e faz!
Bj

~pi disse...

como reconheço

esse perfume

( todos os

perfumes

por dentro

de-ser :)



beijo





~