quarta-feira, abril 15, 2009

Do outro lado do oceano...

.
.
.


.
.
...até ao fim da rota...
.
.
Agradeço à Val com toda a minha ternura porque acredito em fios invisíveis que,
se iluminando,
nos dão a conhecer um mundo mais humano.
Mais solidário.
Mais próximo.
.
.
E como neste frenesim de mundo, em convulsão social,
um Selo
é uma pegada,
um rasto,
um sinal,
aqui ficam
os trilhos,
por onde, a partir de agora, seguirá.
.
por carta registada :)
.
.
Música: Começar de novo, Simone e Ivan Lins.

28 comentários:

Maria disse...

Por carta registada... ou
"a net tem destas coisas"...
:)))

Arabica disse...

Maria,

as novas cartas registadas :))

Lola disse...

Arabica,

Todos os prémios são merecidos.
Parabéns.

Mas eu venho pelos pasteis de nata:)))

Nem consigo deixar de olhar para ele:)))

Beijos grandes Amiga.

Já ando com saudades.

rosa disse...

assim de cor, não me consigo lembrar se os meus olhos sao iguais aos teus, se o inverso.

bom dia.

Arabica disse...

Lola,

obrigada :)


estes pastéis têm-se vindo a revelar uma preciosa mais valia em noites de gulodice :)

E sem filas.

E com canela e açucar.

E sempre mornos.

Diz-me um amigo, que de diferente dos outros, têm um suave sabor a limão. Eu nunca o notei, porque os como muito polvilhados :)

As saudades são recíprocas.

Tu sabes :)

Beijos, votos de uns dias bons!

Arabica disse...

Rosa


:)))

...e os teus também mudam de cor entre o cinzento-verde-castanho, conforme a roupa, a luminosidade do dia?

olhos cor de burro quando foge :)


bom dia, Rosita.

Rosa dos Ventos disse...

Caríssima Arábica
Agradeço a gentileza, mas ainda sou muito tótó nestas coisas...
Sozinha não sou capaz de transferir a mensagem...
E o rapaz não vem a casa tão depressa!

Abraço

Teresa Durães disse...

esta forma de laços tem as suas curiosidades

Arabica disse...

Rosa,

tudo se aprende.

Vamos lá a ver se consigo transmitir de forma simples, os passos.

Para copiar a foto:

Clicas sobre ela com o rato (com o botão do lado esquerdo) para a "marcares".
Depois,ainda sobre ela, clicas no botão do lado direito do rato e esperas que se abra uma janela.

Escolhes a opção guardar como, clicas sobre ela, com o botão do lado esquerdo rato.

Ficas assim com a foo guardada no teu computador e pronta a ser "importada" para o teu próximo post.

Endereços de amigos:
usas a técnica copiar e colar, copy/past.

Quando os visitas, no cimo do ecran, aparece o endereço do blog
(por exemplo
http://empequenasdoses.blogspot.com/

Clicas sobre o endereço com o botão do lado esquerdo do rato (vai ficar a azul quando ja seleccionado) e de seguida, sem moveres o rato, clicas no botão do lado direito e escolhes "copiar".

Já com a página do novo post em aberto, clicas sobre ela com o mesmo botão do rato (lado direito) e escolhes "colar".

Os endereços dos amigos escolhidos, irão assim ficar, cada um na sua linha e clicndo neles, poderemos visitá-los.

Também podes escrever manualmente os endereços, caso o teu rato seja daqueles que já não obedecem à mão da dona :)

Já sabes que começa sempre por

http://

e depois o nome do blog, conforme aparece na página quando os visitas.


Espero que desta vez consigas.

Só ao principio pode parecer confuso. Depois torna-se um gesto mecânico (clicar sempre primeiro com o lado esquerdo do rato e de seguida com o direito.)


Beijos e bons ventos! :)

Arabica disse...

Teresa,


é verdade.

De qualquer forma, não sou muito diferente na vida real.

Acho (recordando o meu registo nas diversas viagens que fiz.)

maré disse...

e um beijo oceanico.

Su disse...

minha linda....merci....eu que acredito em fios invisiveis........

jocas maradas.sempra

Duarte disse...

Obrigado amiga, não estou habituado a este tipo de amabilidades e gentilezas, o que, obviamente, me incentiva.

Abraço-te com a emoção que brinda a ocasião.

ze disse...

tens aí um bonito olho!
é teu? :)

Quanto ao selo,
fico muito honrado, mas a verdade é que não sei o que fazer com ele.
é suposto fazer um post com esse texto?
E arranjar nove(?)blogues?!
sabes que eu conheço poucos e desses nem todos me conhecem!

bonita música, com voz da Simone Bettencourt de Oliveira, não é?

beijos e obrigado!

Arabica disse...

Obrigada, Maré.

Um outro para ti.

Arabica disse...

Su,

não tens de agradecer :)


Um beijo

Arabica disse...

Duarte,


eu fico sempre na dúvida como será o "selo" recebido pelas pessoas.
Há quem não goste muito e opte por guardar e não seguir a cadeia, há quem por dificuldade na escolha de a quem o passar, o dedique a todos os visitantes e há quem relativize e veja o Sejo como uma forma de aproximação e carinho entre bloggers.

De incentivo também! :)

É desta forma que o vejo e fico contente por também o sentires assim :)

Um abraço além fronteiras.

Arabica disse...

Zé,

é meu, sim senhor ;)

Quanto ao selo...
Poderás ler a resposta anterior, no comentário ao Duarte, onde abordo o tema.
Respondendo directamente às tuas perguntas: este texto foi escrito por mim, para vocês.
Não faz parte das regras, copiá-lo.
Também não faz parte das regras o número de bloggers (eu sou um bocado anarca) escolhidos.
Escolhi nove porque gosto do nove.
És livre de criar o post, à tua maneira e tamanho :)

Ainda bem que falas na música!
Ontem quando procurei por esta canção, vi que não existia no imeem cantada pela Simone (que é o Lp que ainda guado e que em 1986 ouvia obsessivamente).
Contudo, esta parece-me mesmo cantada por ela!
Talvez se trate de engano de quem fez o download para o imeem.

Pela Simone Bettencourt de Oliveira ou não, é sem dúvida uma canção muito bonita.

Beijos, boa noite!

Alien8 disse...

Arabica,

Parabéns pela internacionalização!!!

Mereces.

E pronto.

Arabica disse...

Alien,

eu em águas internacionais! :-O

Claro que pela foto de cima se vê logo que tive de me socorrer de um farol :))

Obrigada, Alien :)

ze disse...

A musica é do Ivan Lins e o mais provável é que ele esteja nas teclas.
E que esta gravação faça parte de um álbum dele e não dela.

Mas a voz conheço-a muito bem e a não ser que esteja a perder ouvido, não estarei enganado.
Ouvi-a centenas de vezes por imposição da minha irmã mais velha mais nova, que por alturas de 84/86, monopolizava o video e tv cá de casa com um concerto ao vivo da simone.
Contra a minha vontade, mas conheço.

Arabica disse...

Zé,

a Simone foi a voz que mais interpretou as músicas de Ivan Lins, daí ser possivel, o album ser dele e ela cantar.



Mana com bom gosto :).

Coitadinho do mano, mais novo mais velho :)

ze disse...

que teimosa!
se eu digo que é
é
:)

(tou a brincar, não sou nenhum cavaco)

eu sou o mano mais novo que todos,
ela é mais velha relativamente a mim mas mais nova relativamente a outra.
Mais velho que todos os outros só se for por razões de juízo (precoce).

Além disso ela é uma parola.
e a Simone também é um bocado.

Arabica disse...

Zé,

por acaso também já me tinha ocorrido que eventualmente poderias ter algumas caacteríticas de "mimado", fenomeno este muito associado aos querubins das familias :)

Ah :) mas que bom é ter 20 e tal anos e ter um lado parolo, terrivelmente parolo, nas manhãs já quase tardes de sábado, em que ainda despenteadas da noite da véspera aos pulos numa qualquer discoteca da capital, damos connosco de aspirador na mão direita e uma série de sonhos na esquerda e se sente o poder de ter virado a mesa e sabermos podermos contar com nós próprias para a virarmos de novo?! :)

Haverá coisa mais terrivelmente parola e sedutora do que essa sensação de liberdade? :)

ze disse...

... outras vezes aos primogénitos...

as generalizações são o primeiro passo ao engano, especialmente quando vazias de contornos, contextos, especificidades.

que bom é estar onde se quer, com quem se quer, à hora que se quer a fazer o que se quer.
ou melhora ainda (apenas porque acontece mais vezes)- estar contente com o que o envolve a cada momento.
(acabei de fazer um post sobre isso)

ps- o parolo é relativo (a gosto, pessoal).
Mas há sempre "paroladas" (exteriores à nossa cultura, gosto) que nos atraem pela diferença, pelo exotismo, pela ingenuidade, pela alegria,...por qquer coisa).
Não é no entanto para mim o caso da Simone.
tem beleza, tem vozeirão, mas falta-lhe... o "je ne sais pas quois"


perdão por não estarmos de acordo,
temos sempre que estar preparados.
eu por mim respeito todos os gostos e muito especialmente o teu pela simone.

:)

Arabica disse...

Zé, ainda bem que respeitas :) e não precisas de pedir perdão, por coisa tão pouca.

A Simone é a Simone.

Não precisa de mais adjectivos.

:)

Curioso, foi numa tarde destas de sábado, depois de ouvir esta música, que descobri a outra, que lhe ficou com o lugar:

Adágio em G minor de Albinoni.

Incoerências?

Alien8 disse...

Arabica,

O Ze tem razão, é indiscutivelmente o Ivan Lins, com a colaboração da Simone. Eu gosto de ambos... e já os vi )e ouvi) ao vivo.

O Adagio foi uma excelente descoberta :)

Arabica disse...

Alien,

já somos três a dizer que é a Simone! :)

É.É.É.


E tu és um sortudo.


De música brasileira, assisti a poucos concertos ao vivo (poucos mas bons!!!)

Ney Matogrosso, Caetano Veloso, Maria Bethânia.

Num contexto diferente, na Expo 98, assisti ao concerto da Fáfá de Belém.




Beijinhos