quarta-feira, março 04, 2009


Irremissível lamento,

o das pedras,

nas minguantes águas da fonte.

Onde só o vento

dançando no leito dos corpos

adormecidos,

as redime

do seu destino.







Música: Fata Merge Pe Jos, Alexandrina Hristov

18 comentários:

Maria disse...

Que post mais bonito...
... belo o cantar da água correndo nas pedras...

Acho que vou ver o mar.

Beijo

Rosa dos Ventos disse...

Tenho uma estranha fixação na água!
Deve ser do signo... :-))
Bela imagem, bela música!

Abraço

mfc disse...

As águas que tudo purificam!
Sempre me senti bem junto delas.

Teresa Durães disse...

sempre gostei de pedras mesmo que em lamento. contam histórias antigas. pelo menos a mim!

heretico disse...

poema muito belo. profundo na sua aparente simplicidade.

gostei muito.

beijos

JPD disse...

Excelente!
Bjs, Arabica

Nuno de Sousa disse...

Lindo o texto em conjunto com a tua bela foto, gostei amiga.
Bjs
Nuno

Nuno de Sousa disse...

Lindo o texto em conjunto com a tua bela foto, gostei amiga.
Bjs
Nuno

Nuno de Sousa disse...

Lindo o texto em conjunto com a tua bela foto, gostei amiga.
Bjs
Nuno

Duarte disse...

O sulco que deixa a água sendo mais branda, mas corre, deixando uma imagem trémula na pedra.

Beijinhos

Erg Chebbi disse...

Deixe-me contrariá-la um pouco: quase tudo na vida deve ser em doses grandes, às vezes redobradas - tal como um bom café!
Obrigado pelo comentário que teve a gentileza de deixar no meu Espaço. Isso fez com que tivesse a oportunidade de conhecer o seu. Magnífico, pleno de bom gosto e apurada sensibilidade. Embora eu também publique por aqui, o meu sítio favorito - além daquele deserto! - é a plataforma do Windows Live: http//erg-chebbi.spaces.live.com. É aqui que me expando, que me completo, publicando de forma mais harmoniosa e plena. Mas ficarei atento às suas pequenas doses...
Um abraço e continuação do seu excelente trabalho!

mariab disse...

só o vento as leva. e as entende.
beijos

mariab disse...

só o vento as leva. e as entende.
beijos

mdsol disse...

:))

triliti star disse...

...o vento que tanto traz, como leva...

Val Du disse...

O destino é sempre incerto.
O vento parece que tem um pacto com o tempo.

Que música linda!

Beijos.

vaandando disse...

Ouço !
Por isso deixo-me levar !
Bem Hajas !

_______________ JRMARTo

Alien8 disse...

Lindíssimo, Arabica. Tudo.