quarta-feira, março 11, 2009

.
.
um vazio
.
um lapso
.
um espaço
.

?

.



.
.
.

44 comentários:

Duarte disse...

Perfeita captação.
Donde está esta escultura?
Bonita!!!
Rosto ao vento...
Não se é arte fotográfica ou imagem bem esculpida.

Beijinhos para TI

Maria disse...

o cheiro do rio...

beijo

alice disse...

a esta hora a ler-te... porque amo a noite em pequenas doses :) um beijinho vivo, vivo, vivo (como nesta música)

Marina disse...

Pormenor muito interessante...

Val Du disse...

"Todo vazio ocupa um espaço"

Foto bonita e música também.
O som da flauta combina com esse teu espaço que muito sereno.

Um beijo.

© Piedade Araújo Sol disse...

um espaço

um vazio

um lapso

nunca tao pouco quis dizer tanto..

beij

prof disse...

e bem ilustrada que ficou, a mutilação...
claro que de onde algo foi retirado, algo pode ser acrescentado; a reconstrução espera-nos.
bjs

Duarte disse...

Conheço aquela zona, o meu filho mora perto, mas não situo a imagem, e gosto! Podes dizer-me concretamente donde? Obrigado.

Um grande abraço

Teresa Durães disse...

uma fenda
um rasgo
um caminho perdido



(embora, na realidade, por vezes quase me sinto feliz com esse vazio quando aparece imediatamente ao tempo do pensamento massacrador)

Pedro Branco disse...

Dentro de mim, um jardim e um leito. Perto deles, um rio sempre corrente e transparente. Numa margem, a voz rouca e quente de poema; na outra um sorriso reflexo do que sou. Os passos, o tempo. As mãos, a casa. E assim vou caminhando em direcção do infinito...

Justine disse...

...um vazio e um espaço onde cabem todas as possibilidades!
Abraço "cheio"

Marcia Barbieri disse...

Amei as palavras e a escultura. Perfeita!!!! É impressionante o teu olhar!!!

beijos ternos e ainda estou sem micro

Duarte disse...

Quando andei por aí em Janeiro recordo ter passado por ali, para ver como dar a volta para ir para ao outro lado do caminho de ferro, toda uma odisseia!

Concordo contigo, não vi quase a ninguém.

Creio que já estou situado. Vou procurar.

Nos tempos que já lá vão estive relacionado com CRGE, trabalhava na Efacec e ia muito a Lisboa para as montagens de transformadores.

Claro que sim, já que sei que tenho muito por descobrir e estarei encanto de que me contes todas essas coisas que sabes.

Obrigado por tudo.

Recebe todo o meu afecto num forte abraço

Licínia Quitério disse...

Curioso. Fico com a sensação de conhecer um rosto assim. Talvez outra mulher contra o nada que a sustem. Bela tomada de vistas. Bem ao teu jeito.

Beijinho.

vaandando disse...

Bem captado , e onde , para os curiosos como eu ...
Abraço __________
JRMARTO

mdsol disse...

Passo muito a correr
Deixo-te o meu
:)))

pb disse...

Companheira de café & fumos, vim de fugida deixar-te um beijo

Arabica disse...

Duarte,

Já tens o link do guia da cidade! :)

E sem dúvida que o mérito não reside na foto. Jamais. É um belo rosto, uma belissima escultura, muito bem esculpida.

Um abraço amigo!
Votos de ma boa noite

Arabica disse...

Maria,

o cheiro do rio, o vôo rasante das gaivotas, a neblina, os passos...os olhos.

pin gente disse...

obrigada... preciso...
e porque a tua pergunta vem tão a propósito?

deixo-te um beijo

Arabica disse...

Li,


a noite é uma companheira muito especial. Silenciosa, reflexiva, frágil na sua perspcácia, ainda assim.

Um beijo.

Arabica disse...

Marina,


gosto de detalhes.

Arabica disse...

Val Du,

gosto de te ler.


E fico contente por gostares deste espacinho meu e vosso.

Beijinhos

Arabica disse...

Piedade,

detalhe minimalista.

Não precisa de muitas palavras minhas. O Sérgio Godinho, conta tão bem a história!

Beijinho

Arabica disse...

prof.,

já lá estamos. Na reconstrução.

:)

Beijo

Arabica disse...

Teresa,

acredito. Nunca um vazio foi tão bálsamo, é isso?

Arabica disse...

Pedro,

gosto de te ler. Em ambas as margens.

Arabica disse...

Justine,

assim é. :)


E o rio passa contando histórias de tempo...

Arabica disse...

Marcinha, obrigada :)

É pena, a letra da canção está de todo relacionada com a imagem e com as m parcas palavras.

Um outro dia.

Um abraço com carinho, menina!

Arabica disse...

Duarte,

espero estar à altura das expectativas dos visitantes :))

Mas que terei todo o prazer em vos acompanhar aos sítios que me são mais especiais e dos quais não abdico, terei, concerteza que sim.

E até já ouvi falar de um sitio que tem fado vadio ao domningo à tarde!! Não és tu que gostas de fado? :)

JPD disse...

O espaço deixado livre nunca é constrangedor.

Mais cedo ou mais tarde é trilhável

Bjs

Duarte disse...

Imenso!!!
Compro tudo o que sai, e do que tenho conhecimento.

Iremos.

Um grande abraço

Arabica disse...

Querida Licínia,

os rostos anónimos das mulheres que se cruzam nas histórias de nadas.

Impossível não a fotografar neste ângulo :) senti a obrigatoriedade do momento. A urgência da presença.

Um abraço, amiga.

heretico disse...

angustia-me aquele rosto magoado...
admito que um "vazio".

beijos

Arabica disse...

Marto,

esta escultura está junto ao Tejo, entre Belém-Alcantara, depois do Museu da Electricidade e de (salvo erro!!) dois restaurantes com esplanadas.

Deixo-te tambem aqui o link do Museu da ELectricidade facultado pelo Guia da Cidade.

A primeira foto (do link) apresentada dá-te a imagem no sentido Alcantara-Belem; se reparares vês as chaminés que também aparecem nesta minha foto.

http://www.guiadacidade.pt/portugal/?G=monumentos.ver&artid=18343&distritoid=11

Abraço para ti também.

Arabica disse...

mdsol

a correr a uma hora destas? :)

junto ao Tejo? :))


Beijinhos e :))

Arabica disse...

PBêzinho

ontem lembrei-me de ti (inevitável não lembrar, como verificarás se leres os comentários post anterior).

De um tempo de cafés, cigarros e de uma expressão tua: low profile.
Vê lá tu que nestes anos de reforma até a analisar isso me dei ao cuidado.
Encontrei uma tradução que me afaga o ego (porque nunca o consegui ter, embora tu, para me veres poupada a situações criticas, mo aconselhasses): Uma pessoa de perfil baixo aparece com pontuação deficiente em todos ou quase todos os critérios do gráfico. Ela tende a não ser escolhida por ninguém e a não destacar-se em nenhuma situação.
Este sentido derivou em outro, menos técnico, que se refere a uma pessoa que simplesmente se mostra pouco. :)))

Nada como o tempo para nos fazer sorrir e brincar. :)))

Pena ires a correr. Nem ouviste o Sérgio Godinho, nem respondeste à pergunta. Olha, pronto, beijinhos, cafés e cigarros :)
e calma, homem, e calma!!! :))

Arabica disse...

Luisa,

a pergunta vem a propósito da foto e a foto vem a propósito de numa conversa, ontem se ter falado da "mutilação do cérebro".

É um circulo.

O Sérgio Godinho ajuda.


Beijinhos

Arabica disse...

José Duarte,

concordo contigo.


Antes um espaço que uma cabeça demasiado "feita".

Beijos

Arabica disse...

Herético,


mas ainda assim, tal como a gaivota, olha o horizonte.

Há vazios que ajudam a pôr tudo em causa :)


Beijo

Alien8 disse...

Uma foto e uma interrogação :)

Arabica disse...

Alien,

e ainda ouviste o SG? :)

~pi disse...

um corpo-de-interrogação

to-tal,





beijo






~

Arabica disse...

~pi


total. Em espera e em guarda.