domingo, fevereiro 01, 2009

Colado "heréticamente" aqui fica o desafio das seis particularidades...

Um desafio aparentemente simples e discreto, que poderá ou não ser linear e que nos leva, com certeza, a conhecer melhor os que visitamos e que nos visitam...





Gosto de...







Coisa simpes


[da areia quente nas praias desertas, do mar, do embalo das ondas, do gosto a sal na pele, do cheiro a pinho e a urze; gosto de pedras, de montes e escarpas, da solidão do vento, do silêncio dos lugares esquecidos. De rios e cascatas. Do escarlate da hora mágica no céu, do sol em queda lenta, do dourado que veste os rostos. De um café numa qualquer esplanada junto ao mar ou ao rio]







Descobrir


[uma perspectiva diferente, uma filosofia esclarecedora, uma teoria visionária, um filme incomum, uma música que me desperte os sentidos, um livro especial, um blog que me diga algo, um novo amigo, uma estrada no meio de árvores, um óasis no deserto, uma estrela cadente, uma cultura que me leve a novas descobertas, uma outra verdade, uma fotografia que me prenda o olhar, um novo sabor, um perfume inebriante, uma palavra que faça sentido]







Ter


[tempo para tudo]







Sentir


[esperança, determinação, alegria, amor, força, coragem, lucidez, empatia, solidariedade, confiança, -me viva- ]







Envelhecer


[sem azedume, sem amargura, sem mentiras, sem vazios, sem pressas, sem pressões, sem hipocrisia, sem cinismo, sem medo de me ver ao espelho, sem deslumbramentos tolos, sem fantasmas]







Estar


[a 100% onde quer que esteja, com quem quer que seja, a fazer seja o que for]







E passo o desafio a:





Zé do blog http://al-cunha.blogspot.com/



Viv do blog http://vivi-infoco.blogspot.com/



Kris do blog http://olharsobreascoisas.blogspot.com/



Jose Manuel do blog http://cogir.blogspot.com/



JPD do blog http://agaioladedarwin.blogspot.com/



Duarte do blog http://amigos-de-portugal.blogspot.com/




.

.









Música: 1ª At First Light, Silje Nergaard

2ª Me Gustas Tu, Manu Chao (por graça e porque durante uns meses esta música tinha o dom de me fazer sorrir)

23 comentários:

kris disse...

:) irei cumprir

ze disse...

Ó senhora professora,

E isso é para fazer lá naquele blogue?
Eu não gosto muito de lá ir!

E já agora, quando é que acaba o prazo, para um pôr a despertar um lembrete cinco minutos antes.

ze disse...

...entretanto, já fiquei a pensar nisso.
E tens razão. Como sempre!

Vivian disse...

...olá minha querida linda!

loguinho irei atender seu convite.

preciso me encontrar...rss

pelas suas respostas, já ví
que estou diante de una
bela persona...

gracie belaaa!

baci per te

Teresa Durães disse...

ter tempo para tudo não é não desperdiçar o tempo que se gasta em coisas inúteis?

mfc disse...

Que forma mais linda de tirar um auto retrato!
E não é que ficaste linadmente?!
Um beijo de parabéns.

M. disse...

´Hum

Arabica

diria que tens a formula na mão :)

depois quem é que admira quem?

Beijo imenso

ze disse...

já tá

Justine disse...

Mais um passo no teu des-cobrimento

mariab disse...

gosto muito deste auto-retrato. gosto,sim. :)beijos

Rodrigo Rodrigues ("Perdido") disse...

E tens tu muita razão!

Estou de volta, depois de uns contratempozitos, e com mais azulejos. Se estiveres interessada em saber o que me aconteceu vai à minha página principal (lugarmonos.blogspot.com).
Beijos

Duarte disse...

Sou incapaz de dar uma negativa, e menos a uma dama, mas tenho que dizer-te que não sou partidário de este tipo de analises. Uma pessoa vai-se conhecendo gradualmente, porque ademais o estado de ânimo não é sempre igual.
Começo por dizer-te, isto para evitar equívocos devido a mi frase anterior, que sou uma pessoa constante e tenaz. Dediquei a maior parte da minha vida às relações públicas.
Gosto de caminhar donde o mar rebenta, especialmente ao anoitecer, quando o sol se perde na linha do horizonte, se é possível com a mulher que amo, quando a praia começa a estar deserta.
Depois disto, o contraste, a aventura, o que seja até nas condições mais adversas.
Cada dia uma nova rota. Sou incapaz de meter-me num ginásio, ou de fechar-me em casa sentado num sofá, quase nem os uso! Quero o ar livre, voar se é possível. Pego na bicicleta e a fazer quilómetros, ou simplesmente a caminhar, sempre com a câmara de fotografar preparada para disparar.
No regresso, desenhar, escrever, ler, escutar música, mas nas distintas variantes, sem nada preconcebido: tanto desenho, como pinto, como escuto a Carlos do Carmo ou a Mozart.
Isto requer tempo para tudo, hoje felizmente tenho-o. Ainda limitado, mas vou um pouco mais folgado.
Pelo que disse ao principio tive que forjar o meu caracter de pessoa introvertida, para o desconhecido, a usar a empatia para captar amigos já que a liderança o impunha. Sinto-me querido pelos meus amigos e respeitado, o que motivou a criação da Associação Amigos de Portugal: elegeram-me como presidente.
Solidário até à extenuação com os que me necessitam. Quando digo amigo é para sempre. Se me falha suprimo-o, tenho o dão de o poder eliminar, ainda que isso provoque inicialmente uma profunda dor: superá-lo-ei.
Há muito que me estou a preparar para o que vai vir, esse amanhã que a tantos preocupa. O meu lema é viver o hoje intensamente, pois o amanhã é uma incógnita: o logo já pode ser tarde demais.
Ante tudo sempre a verdade, o resto não induz em nada positivo, perde-se credibilidade.
Tento manter-me ágil, fazendo exercício moderado e aproveitando que vivo em Valência em fazer uma alimentação do tipo mediterrâneo. Só assim se pode estar ao 100% como tu dizes e é algo que me inquieta, mas sem que altere as minhas crenças e visão da vida.
A simples rasgos é o que recordo aqui e agora... como podes comprovar fiz a minha exposição em linguagem acessível para evitar tecnicismo o térmicos de difícil interpretação, ou para embelezar.

Um muito obrigado por teres contado comigo

Um grande abraço e conta sempre comigo, espero não falhar-te nunca, sou assim...

Arabica disse...

Duarte!

Um prazer receber em comentário as tuas particularidades do desafio. Mas decerto os teus leitores habituais, amigos de Portugal e não só, vão ficar a perder por não te lerem no teu blog!!

E a quem o vais passar?

Reza a história que o deverás passar a 6 pessoas. Mas não é obrigatório, encara tudo isto como uma forma de, através do conhecimento, poder haver maior comunicação entre elas (pessoas).

Pois não são as pequenas caracteristicas que nos aproximam muitas vezes dos outros? os pequenos gostos em comum, o quebrar do gelo e daquele pouco à vontade que tantas vezes sentimos quando visitamos um blog inicialmente....

Sabes? Sou como tu em relação aos amigos. Quem me falha, perde-me.

Prezo muito a lealdade.

Não sei ser diferente, sentir diferente, embora seja doloroso perdermos pessoas a quem nos tinhamos afeiçoado e sobre as quais nunca imaginaramos ser possível, o "perder".

Mas superamos sempre.


Em relação ao sofá é que já não estamos em igualdade de circunstancias :) gosto de, nos dias de chuva, ali ficar a ler :))


Um gosto "conhecer-te" Duarte.


Um abraço

kris disse...

já fiz :)

alice disse...

que boa surpresa!!! andava à tua procura!!! que saudades, e que bom estar aqui contigo. um beijão :)

heretico disse...

muito bonito.
grato. pelo gosto de te descobrir...

beijos

Duarte disse...

Sentados num sofá com a chuva a cair lá fora, a quem não agrada!? e se é bem acompanhado, melhor ainda.

Alguém disse uma vez - es o último romântico.
Pode, mas não acredito.

Eles já me conhecem bem.

Não passo o desafio para não criar nenhum compromisso. Quem o veja e queira seguir que o faça.

Gostei de partilhar contigo esta experiência.

Um grande abraço

Alien8 disse...

Arabica,

Uffff! Ainda bem que não me passaste o desafio, que eu não gosto nada destas coisas.

Mas gostei, isso sim, de ler o que escreveste. O problema é não gostar das mesmíssimas coisas... o Manu Chao que o diga :)

Um beijo.

alecerosana disse...

passo para deixar um abraço. escuso-me a ir mais além, tu sabes que és uma pessoa bonita.

Arabica disse...

Meus queridos


numa semana em que tenho todos os minutos contados, deixo-vos um beijo. Até logo!


Obrigada pelos vossos comentários :)

...se por um lado estas características ficam bem na foto, na vida real, aquela das pedras da calçada, das subidas sinuosas e das descidas íngremes, poderão vir a revelar-se um grande "sarilho" :)) uma grande carga de trabalhos :)

mateo disse...

Gosto de quem me gosta.
Gostos...
Bjs

mdsol disse...

Gostei de saber....

[calha a todos rsrsrsrsr]

:))))

Marcia Barbieri disse...

Lembrarei do seu blog nas quedas do sol da minha periferia.

beijos ternos